Desratização

Os roedores consistem o grupo de mamíferos melhor sucedidos no planeta, com exceção do humano. Alguns deles se tornaram sinantrópicos comensais, ou seja, convivem com o homem de modo a se aproveitar das suas atividades em relação à abrigo, alimento e acesso às edificações.

As três principais espécies que são combatidas são: ratazana, rato-de-telhado e camundongo.

Os roedores consistem o grupo de mamíferos melhor sucedidos no planeta, com exceção do humano. Alguns deles se tornaram sinantrópicos comensais, ou seja, convivem com o homem de modo a se aproveitar das suas atividades em relação à abrigo, alimento e acesso às edificações.

As três principais espécies que são combatidas são: ratazana, rato-de-telhado e camundongo.

O combate aos ratos e camundongos é realizado de forma preventiva ou corretiva, pois as infestações podem acarretar em prejuízos à saúde, danos às mercadorias e ao patrimônio, bem como acidentes em consequência das roeduras em fios e cabos de maquinário e instalações elétricas.

Podemos optar pelas seguintes formas de tratamento:

Iscagem (Raticidas): Consiste no uso de iscas raticidas de alta palatabilidade, aplicadas em pontos estratégicos, que irão levar o roedor à intoxicação seguida de morte. Disponíveis em diversas formulações, a aplicação das iscas deve levar em consideração a espécie a ser combatida e o ambiente a ser tratado.

Polvilhamento (Raticida): Técnica na qual são aplicados raticidas na formulação pó seco em áreas de acesso às tocas dos roedores, intoxicando-os por contato direto.

Armadilha adesiva: Consiste no uso de armadilhas de cola com o objetivo de capturar ratos e camundongos.